Setur publica listagem dos municípios participantes da Política de Regionalização do Turismo em Minas Gerais

A Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) publicou nessa semana a listagem oficial dos municípios participantes da Política de Regionalização do Turismo em Minas Gerais. A publicação visa atender ao art. 21 da Resolução SETES nº 45, de 05 de novembro de 2014 e pode ser consultada no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais ou pelo link  https://goo.gl/j28NHT

Esse ano, Minas Gerais aumentou de 455 para 600 municípios mineiros participantes da política. O aumento de 31,9% evidencia o trabalho de articulação da secretaria e suas instâncias de governança.

Para o secretário de Estado de Turismo, Ricardo Faria os dados revelam como o turismo se tornou realidade em diversos municípios. “Com o foco do trabalho da Setur em projetos voltados para beneficiar as cidades inseridas dentro dos circuitos turísticos, é com grande satisfação que percebemos a compreensão dos gestores municipais do turismo como importante ator na economia local.”

Abaixo a lista dos circuitos turísticos e municípios:

  1. Belo Horizonte;
  2. Agência de Desenvolvimento do Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas – ADECTUR: Brazópolis, Conceição das Pedras, Cristina, Delfim Moreira, Itajubá, Maria da Fé, Marmelópolis, Pedralva, Piranguçu, Piranguinho, Santa Rita do Sapucaí;
  3. Agência de Desenvolvimento Regional de Turismo Circuito dos Diamantes: Alvorada de Minas, Carbonita, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Felício dos Santos, Gouveia, Monjolos, Presidente Kubitschek, Rio Vermelho, Santo Antônio do Itambé, São Gonçalo do Rio Preto, Senador Modestino Gonçalves, Serra Azul de Minas, Serro;
  4. Agência de Desenvolvimento Regional de Turismo Circuito Turístico Pico da Bandeira: Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Caiana, Caparaó, Caputira, Carangola, Durandé, Espera Feliz, Faria Lemos, Lajinha, Luisburgo, Manhuaçu, Manhumirim, Martins Soares, Pedra Dourada, Santana do Manhuaçu, São Francisco do Glória, Simonésia, Tombos;
  5. Agência de Desenvolvimento Turístico do Circuito Mata Atlântica de Minas: Açucena, Belo Oriente, Coronel Fabriciano, Dionísio, Ipatinga, Marliéria, Santana do Paraíso, São Domingos do Prata, Timóteo;
  6. Associação do Circuito Turístico Caminho Novo – CTCN: Juiz de Fora, Matias Barbosa, Mercês, Santana do Deserto, Santos Dumont, Simão Pereira;
  7. Associação do Circuito Turístico Caminhos do Cerrado: Abadia dos Dourados, Arapuá, Carmo do Paranaíba, Cruzeiro da Fortaleza, Guimarânia, Matutina, Patrocínio, Rio Paranaíba, São Gotardo, Serra do Salitre, Tiros;
  8. Associação do Circuito Turístico Caminhos Gerais – ACG: Bandeira do Sul, Botelhos, Ibitiúra de Minas, Ipuiúna, Santa Rita de Caldas, Senador José Bento, Andradas, Cabo Verde, Caldas, Poço Fundo, Poços de Caldas;
  9. Associação do Circuito Turístico da Canastra- ACC: Araxá, Campos Altos, Perdizes, Sacramento, São Roque de Minas, Tapira, Vargem Bonita;
  10. Associação do Circuito Turístico das Águas: Baependi, Cambuquira, Campanha, Carmo de Minas, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Cruzília, Dom Viçoso, Lambari, Liberdade, Passa Vinte, Soledade de Minas, São Lourenço, Três Corações;
  11. Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG: Baldim, Caetanópolis, Capim Branco, Cordisburgo, Funilândia, Inhaúma, Jequitibá, Lagoa Santa, Paraopeba, Pedro Leopoldo, Sete Lagoas, Vespasiano;
  12. Associação do Circuito Turístico das Malhas do Sul de Minas: Albertina, Borda da Mata, Inconfidentes, Jacutinga, Monte Sião, Ouro Fino;
  13. Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana: Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Centralina, Conquista, Conceição das Alagoas, Delta, Fronteira, Pirajuba, Planura, Tupaciguara, Uberaba , Uberlândia;
  14. Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas: Iguatama, Arcos, Boa Esperança, Campo Belo, Cristais, Formiga, Pains, Pimenta;
  15. Associação do Circuito Turístico Lago de Furnas – ACILAGO: Alterosas, Alfenas, Divisa Nova, Elói Mendes, Fama, Monsenhor Paulo, Paraguaçu, Campos Gerais;
  16. Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce: Alto Rio Doce, Desterro do Melo, Brás Pires, Carandaí, Cipotânea, Divinésia, Ressaquinha, Senhora dos Remédios;
  17. Associação do Circuito Turístico Nascentes das Gerais: Alpinópolis, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Cássia, Claraval, Delfinópolis, Guapé, Ibiraci, Itaú de Minas, Passos, Piumhi, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra;
  18. Associação do Circuito Turístico Noroeste das Gerais: Buritis, Cabeceira Grande, Dom Bosco, Guarda-Mor, João Pinheiro, Lagoa Grande, Natalândia, Paracatu, Patos de Minas, Presidente Olegário, Riachinho, Santa Fé de Minas, Unaí, Uruana de Minas, Vazante;
  19. Associação do Circuito Turístico Pedras Preciosas – CPP: Água Boa, Angelândia, Campanário, Caraí, Franciscópolis, Itaipé, Minas Novas, Poté, Serra dos Aimorés, Setubinha, Capelinha, Carlos Chagas, Francisco Badaró, Catuji, Itamarandiba, Itambacuri, Jenipapo de Minas, Ladainha, Malacacheta, Nanuque, Novo Cruzeiro, Novo Oriente de Minas, Padre Paraíso, Pavão, Teófilo Otoni;
  20. Associação do Circuito Turístico Serra do Cabral: Augusto de Lima, Buenópolis, Claro dos Poções, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Joaquim Felício, Lassance;
  21. Associação dos Municípios do Circuito do Ouro – ACO: Barão de Cocais, Caeté, Catas Altas, Congonhas, Itabira, Itabirito, Mariana, Nova Era, Nova Lima, Ouro Branco, Ouro Preto, Raposos, Rio Acima, Sabará, Santa Bárbara;
  22. Associação dos Municípios do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO: Abaeté, Biquinhas, Estrela do Indaiá, Martinho Campos, Morada Nova de Minas, Paineiras, Pompéu, São Gonçalo do Abaeté, Três Marias;
  23. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas: Bicas, Coronel Pacheco, Goianá, Guarani, Mar de Espanha , Chiador , Descoberto, Rio Pomba, Piau, Rio Novo, São João Nepomuceno;
  24. Associação dos Municípios do Circuito Turístico da Serra do Brigadeiro – ABRIGA: Antônio Prado de Minas, Divino, Ervália, Eugenópolis, Fervedouro, Miradouro, Muriaé, Patrocínio do Muriaé, Pedra Bonita, Rosário da Limeira, Vieiras;
  25. Associação dos Municípios do Circuito Turístico da Serra do Cipó: Conceição do Mato Dentro, Congonhas do Norte, Jaboticatubas, Nova União, Santa Maria de Itabira, Santana do Riacho, Itambé do Mato Dentro, Morro do Pilar;
  26. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Guimarães Rosa – ACGR: Araçaí, Buritizeiro, Corinto, Curvelo, Felixlândia, Inimutaba, Morro da Garça, Pirapora, Presidente Juscelino, Santo Hipólito;
  27. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Serras de Ibitipoca – AMATUR-IBITIPOCA: Arantina, Bias Fortes, Bom Jardim de Minas, Ibertioga, Lima Duarte, Pedro Teixeira, Olaria, Rio Preto, Santa Rita de Ibitipoca, Santa Rita de Jacutinga, Santana do Garambéu;
  28. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Serras de Minas: Acaiaca, Alvinópolis, Araponga, Barra Longa, Canaã, Diogo de Vasconcelos , Dom Silvério, Guaraciaba, Guiricema, Paula Cândido, Presidente Bernardes, Rio Doce, São Miguel do Anta, Teixeiras, Ubá, Viçosa;
  29. Agência de Desenvolvimento Regional do Circuito Turístico das Serras e Cachoeiras – ADERT: Além Paraíba, Argirita, Astolfo Dutra, Cataguases, Dona Euzébia, Estrela Dalva, Guidoval, Itamarati de Minas, Laranjal, Leopoldina, Miraí, Palma, Piratetinga, Rodeiro, Santo Antônio do Aventureiro, São Sebastião da Vargem Alegre;
  30. Associação Circuito Turístico Campo das Vertentes: Carmo da Mata, Carmo do Cajuru, Carmópolis de Minas, Cláudio, Itapecerica, Oliveira, Santo Antônio do Amparo, São Francisco de Paula;
  31. Associação do Circuito Turístico Serras Verdes do Sul de Minas: Bom Repouso, Bueno Brandão, Cachoeira de Minas, Camanducaia, Cambuí, Conceição dos Ouros, Congonhal, Consolação, Córrego do Bom Jesus, Estiva, Extrema, Gonçalves, Heliodora, Itapeva, Pouso Alegre, Munhoz, Natércia , Paraisópolis, Sapucaí Mirim, São João da Mata, Senador Amaral, Tocos do Moji , Toledo;
  32. Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira: Aiuruoca, Alagoa, Itamonte, Itanhandu, Passa Quatro, Pouso Alto, São Sebastião do Rio Verde, Virgínia;
  33. Associação do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes – ATI: Alfredo Vasconcelos, Antônio Carlos, Barbacena, Barroso, Carrancas, Conceição da Barra de Minas, Coronel Xavier Chaves, Dores de Campos, Entre Rio de Minas, Ibituruna, Itutinga, Lagoa Dourada, Madre de Deus de Minas, Nazareno, Piedade do Rio Grande, Prados, Resende Costa, Ritápolis, Santa Cruz de Minas, São João del-Rei, São Tiago, São Vicente de Minas, Tiradentes;
  34. Associação dos Circuitos Turísticos Trilhas do Rio Doce – TRD: Aimorés, Alvarenga, Capitão Andrade, Coroaci, Conselheiro Pena, Engenheiro Caldas, Frei Lagonegro, Goiabeira, Itabirinha, Itanhomi, Mathias Lobato, Nacip Raydan, Santa Efigênia de Minas, São José do Jacuri, São Pedro do Suaçuí, São Sebastião do Maranhão, Sobrália, Tumiritinga, Coluna, Cuparaque, Dores de Guanhães, Gonzaga, Governador Valadares, Guanhães, Jaguaraçu, José Raydan, Marilac, Nova Belém, Paulistas , Peçanha , Resplendor, Santa Maria do Suaçuí, São Félix de Minas, São José da Safira, São João Evangelista, São José do Divino, Senhora do Porto, Virginópolis, Virgolândia;
  35. Associação do Circuito Turístico Vale Verde e Quedas D’Água: Carmo da Cachoeira, Coqueiral, Ijaci, Ingaí, Itumirim, Lavras, Luminárias, Nepomuceno, Perdões, São Bento Abade, São Thomé das Letras, Três Pontas, Varginha;
  36. Associação do Circuito Verde- Trilha dos Bandeirantes:, Conceição do Pará, Divinópolis, Esmeraldas, Igaratinga, Leandro Ferreira, Onça do Pitangui, Pará de Minas, Pequi, Pitangui, Ribeirão das Neves, São Gonçalo do Pará, São José da Varginha;
  37. Agência de Desenvolvimento Regional do Circuito Turístico Veredas do Paraopeba: Belo Vale, Bonfim, Brumadinho, Desterro de Entre Rios, Florestal, Ibirité, Igarapé, Itaguara, Jeceaba, Juatuba, Mário Campos, Moeda, Piedade dos Gerais, Rio Manso, São Brás do Suaçuí, São Joaquim de Bicas, Sarzedo;
  38. Associação do Circuito Turístico Villas e Fazendas de Minas: Capela Nova, Caranaíba, Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Conselheiro Lafaiete, Cristiano Otoni, Itaverava, Lamim, Piranga, Queluzito, Rio Espera, Santana dos Montes, Senhora de Oliveira;
  39. Associação do Circuito Turístico Velho Chico: Bonito de Minas, Jaíba, Januária, Japovar, Lontra, Pedras de Maria da Cruz, São Francisco, Cônego Marinho, Juvenília, Manga, Mirabela, Montalvânia, Itacarambi;
  40. Associação do Circuito Turístico Lago de Irapé: Berilo, Botumirim, Chapada do Norte, Coração de Jesus, Cristália, Curral de Dentro, Grão Mogol, Ibiaí, Lagoa dos Patos, Leme do Prado, Montezuma, Novorizonte, Santo Antônio do Retiro, São João da lagoa, Turmalina, Veredinha , Vargem Grande do Rio Pardo;
  41. Associação do Circuito Turístico Rota do Muriqui: Caratinga, Córrego Novo, Imbé de Minas, Inhapim, Ipanema, Piedade de Caratinga, Santa Rita de Minas, São José do Mantimento, Taparuba , Tarumirim, Ubaporanga;
  42. Associação dos Municípios do Circuito Turístico da Cachaça: Berizal, Fruta de Leite, Indaiabira, Rubelita, Salinas, Taiobeiras;
  43. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé: Abre Campo, Jequeri, Matipó, Pedra do Anta, Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, Santo Antônio do Grama, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem Peixe, Sericita, Urucânia, Vermelho Novo;
  44. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Urucuia Grande Sertão: Arinos, Bonfinópolis de Minas, Chapada Gaúcha, Formoso, Urucuia;
  45. Associação do Circuito Turístico Sertão Gerais: Capitão Enéas, Patis, Brasília de Minas, Bocaiúva, Francisco Sá, Glaucilândia, Itacambira, Juramento, Montes Claros, Olhos-D`Água, São João do Pacuí, Varzelândia;
  46. Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá: Doresópolis, Luz, Bom Despacho, Cedro do Abaeté, Dores do Indaiá, Quartel Geral, Santa Rosa da Serra, Serra da Saudade;
  47. Associação do Circuito Turístico Vale do Jequitinhonha: Araçuaí, Águas Formosas, Almenara, Bandeira, Bertópolis , Comercinho, Coronel Murta, Divisa Alegre, Divisópolis, Itinga, Jacinto, Jequitinhonha, Jordânia, Mata Verde, Medina, Pedra Azul, Ponto dos Volantes, Rubim, Virgem da Lapa;
  48. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas Cafeeiras de Minas: Areado, Guaxupé, Arceburgo, Bom Jesus da Penha, Guaranésia, Itamogi, Juruaia, Monte Santo de Minas, Muzambinho, Nova Resende, São Sebastião do Paraíso, São Pedro da União;

32ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Turismo de Minas Gerais (CET)

Nesta segunda-feira (17 de abril), a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) realizou, a 32ª Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Turismo de Minas Gerais (CET), na Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL/BH, em Belo Horizonte.

Iniciando a reunião, José Eugênio de Aguiar, do Sindicato das Empresas de Turismo de Minas Gerais foi eleito para o cargo de vice-presidente do CET. Os conselheiros também foram empossados e receberam boas vindas do secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria, que parabenizou os novos membros eleitos e indicados pela Sociedade Civil e Poder Público para a gestão 2017-2018.

A Setur apresentou as ações executadas pela pasta durante o primeiro trimestre do ano de 2017, com o objetivo de que todos os envolvidos conheçam de perto o trabalho desenvolvido pelos técnicos.

Na oportunidade, o CET e a Setur entregaram à Diretoria de Pesquisa, Informação e Estatística, da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais uma menção honrosa em reconhecimento as premiações recebidas no 1º Prêmio Inova Minas Gerais, pelos trabalhos “Utilização de dados extraídos do site TripAdvisor para elaboração de indicadores do turismo em Minas Gerais” e “E-book ‘Contos de Minas’”.

Em reconhecimento pelo fundamental trabalho para o turismo de Minas Gerais, realizado à frente da vice-presidência do Conselho Estadual de Turismo no mandato 2015-2016, a Danielle Rabelo Feyo Lopes também foi lembrada. Daly Batista Coelho (in memorian), representada pela por seu filho, Thiago Batista, recebeu a menção honrosa em reconhecimento pelo excelente trabalho realizado em prol do turismo mineiro durante toda sua trajetória profissional.

O secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria, ressalta que “o turismo do Estado vem conquistando reconhecimento nos cenários nacional e internacional. Para isso, trabalhamos juntamente com toda a cadeia do turismo em Minas para que o setor alcance cada vez mais resultados positivos. Dessa forma, parabenizamos os eleitos e desejamos que a nova gestão contribua para que o turismo continue sendo pilar econômico e, claro, atraindo cada vez mais visitantes para o Estado”, afirma.

Circuito Rota do Muriqui reúne municípios em reunião na Setur

Dando sequencia ao trabalho da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur–MG) que beneficia os circuitos turísticos, nesta quarta-feira (12 de abril) aconteceu, na Cidade Administrativa, mais uma Reunião Técnica de Alinhamento.

Em parceria com os municípios que compõem a Associação do Circuito Turístico Rota do Muriqui, o encontro teve como objetivo apresentar os novos projetos da Setur. Em destaque, o programa de apoio às festividades turísticas e o programa de implementação e revitalização de sinalização turística.

De acordo o secretário de Estado Adjunto de Turismo, Gustavo Arrais, as ações da Setur são de extrema importância para que o turismo municipal se fortaleça e, consequentemente, possa se desenvolver economicamente. “Estamos trabalhando diretamente com os circuitos para que todas as regiões sejam alcançadas por meio de nossos projetos”, afirma.

As cidades de Caratinga, Ipanema, Piedade de Caratinga, Santa Rita de Minas e Ubaporanga foram representadas. Os municípios de Tarumirim e Imbé de Minas também participaram do encontro com o intuito de, a partir de agora, compor o circuito.

Circuito Turístico Rota do Muriqui

O Circuito Turístico Rota do Muriqui é o habitat da população do maior primata das Américas, o Muriqui-do-Norte, podendo ser observado de perto pelo visitante que escolher este Circuito como destino.

A região é contemplada com reserva de Mata Atlântica propiciando belíssimos passeios, além das inúmeras cachoeiras, uma gastronomia rica em sabores, tendo ainda um povo hospitaleiro e um diversificado calendário de festas tradicionais. Este cenário é complementado pelos casarões antigos e fazendas centenárias, que dão o ar bucólico à região.

Setur recebe nova diretoria da Fecitur

Na última quarta-feira (01 de fevereiro), a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) recebeu a nova diretoria da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur).

Eleita em dezembro de 2016, a diretoria composta pelo presidente, Marco Andre Malaquias, vice-presidente diretor técnico, Eduardo Henrique Oliveira, vice-presidente diretor de comunicação, Mário Batista da Silva Filho, vice-presidente diretor financeiro, Ramon de Carvalho Reis e pela vice-presidente diretora secretária Érica Natália de Sousa apresentou a nova estrutura da federação ao secretário de Estado de Turismo, Ricardo Faria e ao adjunto da pasta, Gustavo Arrais.

Durante a visita, as novas diretrizes e ações inseridas pela equipe da Setur também foram expostas ao grupo. Dentre elas, o novo decreto de competências, novo portal e as propostas do ICMS turístico.

“Na expectativa de uma parceria ainda mais forte, apresentamos nossas prioridades para a diretoria da Fecitur. Por meio do diálogo com eles, que representam nossos circuitos turísticos, tornamos nossas ações mais eficientes e conquistamos êxito em nossos projetos. Dessa forma, reforço que a Secretaria de Turismo está à disposição para contribuir com o trabalho desempenhado pela federação”, avalia Ricardo Faria.

“Trabalhar em um Estado tão grande é bem complexo e essa nova diretoria fará o possível para avançarmos. Os circuitos são o programa de regionalização do Estado, dessa forma, tenho certeza que o caminho mais curto para o sucesso é nos profissionalizarmos. A Setur pode contar conosco que andaremos juntos”, explica o presidente da Fecitur, Marco André.

SETUR – MG realiza pesquisa de demanda turística em Minas Gerais

Entre os dias 16 e 26 de janeiro, a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (SETUR-MG) realizará a Pesquisa de Demanda Turística. A pesquisa tem como objetivo principal traçar o perfil dos turistas e excursionistas que visitam Minas Gerais durante a alta e baixa temporada. Além disso, busca retratar as principais motivações dos visitantes para a realização da viagem, nível socioeconômico, satisfação em relação aos produtos e serviços consumidos durante sua estadia e gastos financeiros. De forma inédita, esse ano a pesquisa também pretende identificar o perfil de consumo do viajante em relação às novas tecnologias de informação para o planejamento da viagem como o caso de blogs de viagem, utilização de aplicativos, redes sociais, sites de reservas, economia compartilhada, dentre outros.

Considerada como a principal ferramenta de levantamento de dados da SETUR, a pesquisa é realizada desde 2008 e a edição de 2017 acontecerá em duas etapas. No mês de janeiro, está prevista a aplicação de 2.763 questionários e no mês de julho, 4.599. Os pesquisadores percorrerão, ao todo, 40 municípios do Estado.

De acordo com o diretor de Pesquisa, Informação e Estatística, Rafael Oliveira, os resultados da pesquisa são utilizados de forma constante para o planejamento e avaliação das políticas de turismo da SETUR. “A pesquisa possibilitará acompanharmos a evolução dos indicadores de desempenho do turismo no Estado e auxiliará diretamente na construção de estratégias para fomentar a estruturação e divulgação dos produtos turísticos de Minas Gerais para públicos estratégicos”.

As outras edições da pesquisa de demanda estão disponíveis para consulta site do Observatório do Turismo de Minas Gerais: http://www.observatorioturismo.mg.gov.br/demanda-turistica

Setur recebe dois prêmios de inovação

Contribuindo com a inovação e com a eficiência do serviço no governo estadual, nesta terça-feira (13), a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) recebeu, das mãos do governador, Fernando Pimentel, honraria do concurso 1º Prêmio Inova Minas Gerais.

Na categoria “Ideias Inovadoras Implementáveis” e modalidade “Inovação em Processos Organizacionais”, a equipe da Setur ficou classificada em terceiro lugar com o projeto “Utilização de dados extraídos do site TripAdvisor para elaboração de indicadores do turismo em Minas Gerais”. E não parou por aí. Na categoria “Iniciativas Implementadas de Sucesso” e modalidade “Inovação em Políticas Públicas”, o projeto “E-book “Contos de Minas”” foi agraciado com a menção honrosa.

Em seu discurso, o governador Fernando Pimentel, destacou a importância do prêmio e enfatizou a necessidade do Estado em reconhecer um projeto já conhecido internacionalmente como o apresentado pela Setur.

O prêmio, coordenado pela Superintendência Central de Política de Recursos Humanos (SCPRH), da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugesp), tem como objetivo estimular o surgimento de ideias inovadoras e valorizar iniciativas de sucesso no Estado. A iniciativa visa ainda estimular ações que impactem de forma positiva na prestação dos serviços públicos, além de disseminar soluções inéditas que sirvam de inspiração ou referência para outras medidas.

Para o diretor de Pesquisa, Informação e Estatísticas da Setur, Rafael Oliveira, essa conquista é de grande importância para a valorização da equipe e, claro, pelo reconhecimento de toda a dedicação depositada no desempenho do trabalho. “O concurso incentiva os servidores a participarem com suas ideias e permite também que as secretarias alcancem maior visibilidade, como aconteceu conosco”, ressalta.

Foto: Núcleo Multimídia / Superintendência Central de Imprensa

O projeto “Utilização de dados extraídos do site TripAdvisor para elaboração de indicadores do turismo em Minas Gerais” consiste em avaliar a possibilidade de construir indicadores para monitorar o desempenho do turismo em espaços turísticos de Minas Gerais a partir de dados extraídos da maior plataforma web de avaliação de destinos turísticos mundial denominada TripAdvisor.

De acordo com a Diretoria de Pesquisa, Informação e Estatística para alcançar o objetivo, foi utilizada uma ferramenta de extração de dados gratuita para coletar dados do site TripAdvisor, buscando as principais informações dos atrativos turísticos de Minas Gerais e transformando-as em um banco de dados estruturado. “Espera-se que essa iniciativa possa contribuir na criação de indicadores de desempenho do turismo no Estado a partir da opinião dos cidadãos e turistas de Minas Gerais. Esse monitoramento poderá facilitar a realização de políticas de visem melhorias para o aumento do nível de satisfação dos visitantes, além de aumentar as avaliações positivas dos atrativos do estado na plataforma TripAdvisor, e consequentemente, gerando maior número de pessoas interessadas em visitar Minas Gerais a partir dos comentários positivos, movimentando a economia do turismo”, avalia o diretor de Pesquisa, Informação e Estatísticas da Setur, Rafael Oliveira.

Dessa forma, a Setur almeja, por meio da ferramenta, ampliar a nota do índice de monitoramento de destinos turísticos mineiros do Ministério do Turismo, auxiliar na elaboração de indicadores que possam ser utilizados no desenvolvimento de políticas de turismo em Minas Gerais a partir da extração de dados em redes sociais e contribuir para melhoria da tomada de decisão dos gestores públicos e dos atrativos pesquisados a partir da utilização de uma ferramenta de extração de dados.

E-book “Contos de Minas”

Foto: Núcleo Multimídia / Superintendência Central de Imprensa

A criação de um E-book (livro em formato digital) aconteceu por meio da campanha “Contos de Minas” que teve como objetivo divulgar os atrativos turísticos de Minas Gerais de forma dinâmica e sem custos, a partir da interação com as redes sociais.

Para tanto, foi realizada uma campanha para os seguidores do perfil de divulgação de destinos turísticos do Estado (@visiteminasgerais) na rede social “Instagram” gerenciada pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG), na qual os usuários publicavam uma foto de algum destino turístico mineiro e contavam na mesma publicação, em poucas palavras, a história por trás daquela imagem, mostrando aos demais usuários o que motivou a registrar aquele momento.

Na ocasião, a campanha conseguiu a participação de 340 fotografias e histórias de todas das regiões do Estado, sendo que as 12 imagens vencedoras foram cedidas à Setur MG para uso não só no E-Book, mas também em materiais promocionais de divulgação do estado de forma gratuita, ampliando nosso banco de imagens. Além disso, o número de seguidores no perfil oficial da secretaria no Instagram aumentou em 13% nos dois meses de divulgação da campanha, saltando de 18 mil para 21 mil.

A Diretoria de Pesquisa, Informação e Estatística avalia a divulgação dos destinos mineiros em redes sociais como estratégia de grande êxito. “Apenas com o trabalho da equipe e sem recursos financeiros na divulgação da rede social, já conseguimos a marcação de 90 mil fotos de usuários compondo um banco de imagens que auxilia na divulgação do Estado dentro da rede social, além de gerar informações ao turista por meio de interações com os usuários e entre os próprios usuários”, afirma o diretor de Pesquisa, Informação e Estatísticas da Setur, Rafael Oliveira.

O E-book pode ser visualizado online (https://issuu.com/seturmg/docs/ebook_alta_pdf) ou por download gratuito, servindo como um material de qualidade para a divulgação dos destinos turísticos do Estado.

Gastronomia exalta Minas Gerais

Doce de leite com queijo, goiabada, cachaça, queijos, entre outros produtos de diversas regiões de Minas Gerais formaram o cenário do 2º Congresso Mineiro da Gastronomia que aconteceu entre os dias 28 e 30, em Belo Horizonte.
gastro-4

A Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) participou do evento realizado pela Frente da Gastronomia Mineira, em parceria com a Minasplan e MW Negócios, que reuniu cerca de três mil pessoas no Hotel Mercure Lourdes.
Durante o encontro, o público amante da gastronomia participou de palestras, degustações, workshops, oficinas, encontro de blogueiros, cozinhas shows, mesas redondas, stands com demonstração de serviços e produtos. Além disso, o congresso contou com a presença de chefs renomados de todo o país e acadêmicos referência no setor.
Considerada cartão postal de Minas Gerais, a gastronomia local é uma grande aliada do turismo. “Nossa oferta gastronômica é enorme, criativa e única. Por meio dela é possível projetar o nosso Estado enquanto destino turístico”, avalia a Coordenadora Especial de Gastronomia da Setur, Nathalia Farah.
gastro-3

O trabalho da Setur está pautado na promoção da gastronomia mineira enquanto produto turístico, promotor de destino e fator gerador de renda. Dessa forma, a Setur esteve presente com um estande promovendo Minas Gerais e seus produtos. O Mercado Central, o Instituto Estrada Real (IER) e a Belotur também estiveram presentes.
Para o chef Luciano Avellar presente no evento, o congresso surpreendeu pela sua estrutura e pela diversidade de eixos que pode agregar. “É um grande prazer fazer parte de um evento tão rico como esse. De forma inédita reunimos profissionais da gastronomia, representantes de equipamentos, da hotelaria, de blogs ampliando o networking e também fomentando a economia que gira ao redor da culinária”.
O estudante de gastronomia, do Senac Minas, Pedro Gabriel, ressalta que eventos dessa estrutura agregam muito para o setor. “Sabemos que a gastronomia está em constante mudança, por isso, é importante para que os ingressantes na área aprendam e que os profissionais possam aprimorar os conhecimentos”.
A troca de experiências entre os participantes também foi levantada como essencial e de extrema importância para a cadeia gastronômica. “Aqui podemos interagir com outras pessoas e nos atualizar sobre as tendências de mercado. Além disso, conhecemos e apresentamos nossos produtos, assim, vamos além do nosso público-alvo”, comemora Jussara Rodarte, da empresa Gran Gourmet Alimentos Finos.
gastro-1

Já pensando na próxima edição do congresso, o organizador do evento, Marcelo Vanderlei, revela que o evento foi um sucesso. “Reunimos estudantes, professores, empresários do setor e tivemos uma grande surpresa com a quantidade de pessoas que participaram conosco por amor a arte gastronômica. Dessa forma, alcançamos o objetivo de divulgar efetivamente a gastronomia mineira e de apresentá-la como vetor econômico”.

Fomento aos parques estaduais é pauta prioritária para o turismo

Montanhas, cachoeiras, cavernas e trilhas são características que muitos já conhecem em Minas Gerais, entretanto poucos conhecem os santuários naturais que o Estado possui. No último Encontro de Presidentes e Gestores dos Circuitos Turísticos e Encontro dos Receptivos de Minas Gerais do ano de 2016, que aconteceu nos dias 29 e 30 de novembro, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) integrou o evento para iniciar uma forte parceria com os atores do turismo das diversas regiões.
dsc-0249
Anfitriã do encontro, a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) apresentou aos circuitos, receptivos e gestores de unidades de conservação o projeto para fomento ao turismo nos parques estaduais que terá inicio no próximo ano. O projeto consiste em integrar ações entre o IEF e Setur, de maneira a estimular o fluxo turístico nos parques e suas regiões, por meio de melhorias nas estruturas, promoção, comercialização e dos serviços. Inicialmente foram selecionados 11 parques para o início das ações, sendo Ibitipoca, Itacolomi, Lapa Grande, Mata do Limoeiro, Nova Baden, Rio Doce, Rio Preto, Serra do Brigadeiro, Sumidouro, Monumento Natural Gruta Rei do Mato, Monumento Natural Peter Lund. O projeto é uma das ações prioritárias do Governo de Minas e está incluso no Pacto do Cidadão.
Com isso, a Setur incluiu em sua programação alguns temas relativos ao uso público em áreas naturais. A direção do grupo Cataratas Iguaçu SA, responsáveis pela concessão de importantes atrativos nacionais, como Cataratas do Iguaçu, Aquário Rio e Fernando de Noronha, acredita que essa ação proposta é de grande valia para o setor. “Muito boa essa iniciativa da Setur, unir essa turma que tem o mesmo interesse é esplêndido. A Cataratas SA veio para contribuir e mostrar nosso exemplo, pois os parques precisam ser abertos à comunidade, há diversas atividades a serem exploradas. Trazer para debate o assunto e deixando-o bastante transparente gera estímulos para unir guerreiros” afirmou o diretor presidente, Bruno Marques.
dsc-0475
Para Mário Douglas, coordenador regional do ICMBIO, esse diálogo entre secretarias, ministérios, conservacionistas e turismólogos é essencial. “As UC’s tem no uso público e no turismo os pilares para sustentabilidade no médio e longo prazo e acredito que esse evento é só o começo para Minas Gerais. Ampliar as ações e estar juntos para discutir essa sustentabilidade é muito importante tanto para o turismo quanto para as unidades de conservação” destacou.
Os dois dias do evento foram de trocas de experiências. Em diversos momentos, os gestores das unidades de conservação se reuniram com receptivos de sua localidade para discutirem formas viáveis de promoção dos parques. Para os circuitos turísticos essa relação é de extrema importância para afinar os objetivos. “Estar perto deles nos faz compreender e evitar possíveis conflitos entre prefeituras e gestores dos parques. Além de gerar um aumento do fluxo turístico, isso é ótimo para não haver isolamento de ações” explicou Éthany Cunha, do Circuito Turístico dos Diamantes.
Os gestores das unidades de conservação também estão bem confiantes com o novo projeto. “Tudo que foi dito aqui está bem convergente com as ações que o IEF tem implementado nas unidades de conservação. Embora tenhamos grandes dificuldades de gestão, é válido que o trade turístico entenda os nossos gargalos e de forma participativa possibilite acabar com grande parte deles, pois a atividade turista é a principal aliada para conservar a biodiversidade existente nas unidades de conservação do Estado de Minas Gerais”, declara Vinicius Moreira, gerente do Parque Estadual do Rio Doce.
dsc-0436
Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais
Aproveitando a oportunidade de reunir os circuitos turísticos presente no Encontro, a Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais – Fecitur realizou a assembleia da federação e a votação da nova presidência da entidade.
A chapa vencedora tem a gestão até 2018. Ela é composta por:
· Marco Andre Malaquias – Presidente
· Eduardo Henrique Oliveira – Vice-Presidente Diretor técnico
· Ramon de Carvalho Reis – Vice-Presidente Diretor Financeiro
· Mário Batista da Silva Filho – Vice-Presidente Diretor de Comunicação
· Erica Natalia de Sousa – Vice-Presidente Diretora Secretária
O novo presidente eleito acredita que a lei do turismo, que está na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para votação, será um importante marco para o setor. “Estamos em fase de transição do turismo no Estado. A jornada para esse desenvolvimento é o grande desafio que estou assumindo. Trabalhar em um Estado tão grande é bem complexo e essa nova diretoria fará o possível para avançarmos. Os circuitos são o programa de regionalização do Estado, dessa forma, tenho certeza que o caminho mais curto para o sucesso é nos profissionalizarmos. A Setur pode contar conosco que andaremos juntos”, explica o presidente eleito, Marco André.

Assembleia Geral da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais

No ultimo dia 30/11/16 aconteceu em Belo Horizonte a Assembleia Geral da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais, com o intuito de eleger e dar posse à sua nova Diretoria Executiva para o Biênio 2017/2018. Também foi concluída a composição do Conselho Consultivo e Conselho Fiscal da entidade.

img-20161130-wa0012

A Federação como entidade representativa dos Circuitos Turísticos e por consequência do Programa de Regionalização do Turismo entende seu fundamental papel junto à Secretaria de Estado de Turismo, como elo nessa imensa corrente propulsora do desenvolvimento. Por isso trabalhará de forma uníssona, sem medir esforços para que os objetivos do Turismo para o estado, para os circuitos e para os municípios mineiros sejam alcançados.

Apresentamos nossa Diretoria, eleita neste ultimo dia 30/11 em Assembleia Geral convocada para esta finalidade.

Os nomes para compor os cinco cargos para a gestão da FECITUR foram criteriosamente escolhidos levando em consideração a região e a capacidade de contribuição de cada, bem como, e não menos importante a capacidade de trabalho em equipe. Tarefa difícil, uma vez que temos tantos profissionais de extremo valor se dedicando aos circuitos.

Diretor Presidente – Marco André Oliveira Martins Malaquias (Capacidade Técnica – gerencial)

“Bacharel em Turismo e Hotelaria pela Universidade FUMEC, MBA em Gestão Estratégica de Negócios. Mais de 10 anos de experiência nas áreas comercial e de gestão no setor privado. Foi chefe do departamento de turismo em Curvelo, está há 06 anos como gestor do Circuito Guimarães Rosa. Foi Diretor Financeiro da FECITUR, participa como representante da FECITUR no Conselho Estadual de Turismo e atuou de forma decisiva na construção da Lei Estadual de Turismo.”

Diretor Vice-Presidente Secretário – Érica Natália de Sousa (Região Central)

“É formada em Administração, foi Secretária Adjunta de Cultura e Turismo no município de Brumadinho por 08 anos e participou ativamente quando da criação do Circuito Turístico Veredas do Paraopeba. É gestora no Circuito Veredas do Paraopeba desde 2008, atuando pelo desenvolvimento e fortalecimento turístico, cultural, e gastronômico da região. Promovendo ações e articulando parcerias entre o Poder Público e Iniciativa Privada.”

Diretor Vice-Presidente Financeiro – Ramon de Carvalho Reis (Região oeste)

“Bacharel em Turismo, é o atual Diretor Administrativo / Financeiro do Circuito Turístico Rota do Muriqui desde Abril de 2013. Turismólogo Efetivo desde 2013 da Prefeitura Municipal de Caratinga. Atualmente exerce ainda a função de Coordenador do Posto de Atendimento ao Cidadão da Prefeitura de Caratinga.”

Diretor Vice-Presidente Técnico – Eduardo Henrique de Oliveira (Região Norte)

“Formado em Direito – UFMG, com vasta experiência nas áreas cível e criminal, atualmente licenciado. Pós-graduado em turismo e desenvolvimento sustentável – UFMG, atuando como consultor há 07 anos em políticas públicas de turismo pela cooperativa cultural onde faz parte a quase 10 anos. Funcionário da ALGM a 29 anos, atuando em várias funções, com destaque para Consultoria Temática por 08 anos, sempre assessorando a comissão de turismo. Foi assessor parlamentar por 06 anos, também prestando serviços à comissão de turismo. Gestor do Circuito Serra do Cabral há 11 anos, atuando diretamente na criação do Circuito da Cachaça. Trabalhou ativamente na criação da FECITUR, da qual fez parte da Diretoria, bem como atuou na emenda parlamentar de criação do ICMS do Turismo. Também foi Assessor Técnico Legislativo da SETUR, Assessor Técnico Legislativo do Conselho Estadual de Turismo.”

Diretor Vice-Presidente de Comunicação – Mário Batista da Silva Filho – Marinho (Região Sul)

“Bacharel em Turismo pela Universidade do Sul de Santa Catarina, com especialização em Políticas Públicas. Jornalista com longa experiência em Propaganda em Publicidade. Foi Secretário de Turismo por 16 anos e há 06 anos atua como consultor da Golla Consultores Associados atendendo a 34 cidades do Circuito Verdes Serras do Sul de Minas e Malhas do Sul de Minas, sendo a empresa com o maior número de municípios habilitados no ICMS do Turismo desde 2012. Atualmente é Presidente do Circuito Serras Verdes do Sul de Minas”.

Por fim, salientamos a irrestrita e relevante necessidade da contribuição e apoio de todos os atores envolvidos no processo de construção de um Turismo como setor da economia do estado, gerando novas oportunidades de trabalho, emprego e renda.

Mais uma vez nos colocamos á disposição para trabalharmos juntos, porque unidos sempre seremos mais fortes e alcançaremos melhores resultados.

Minas Gerais é destaque entre destinos para eventos

Minas Gerais será pauta da revista paulista Eventos, no especial “III Destinos Para Eventos do Brasil”, que contará 32 destinos brasileiros. O objetivo do espaço é apresentar ao segmento de eventos os destinos nacionais que se destacam por sua estrutura de eventos e atrativos.

3-2-2
Dessa forma, a organizadora de eventos de Porto Alegre, Adriane Ferrari, foi recebida pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG), juntamente com o BH Convention & Visitors Bureau, a Belotur e o receptivo Trilhas de Minas.
Em sua primeira visita a Belo Horizonte, que iniciou no dia 30 de novembro até o dia 3 de dezembro, foi proposto um tour por espaços de eventos variados como o Expominas, Minascentro; hotéis como Ouro Minas, Mercure Lourdes, Actuall Hotel e Dayrell, além de espaços em equipamentos culturais no Circuito Cultural Praça da Liberdade, o Memorial Minas Gerais, Museu Minas e Metais e ao Centro Cultural Banco do Brasil. No entorno da capital mineira, Adriane Ferrari também visitou a estrutura de eventos e os atrativos do Instituto Inhotim.
O roteiro inclui ainda visitas a outros importantes atrativos turísticos mineiros, como o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, o Mirante do Mangabeiras e ao Mercado Central. Adriane Ferrari fez questão de apontar que “a vista da cidade realmente é muito linda, ali eu pude entender que Belo Horizonte é realmente uma cidade fantástica”. Ela declarou ainda que a recepção foi exemplar.
Entusiasmada com a visita a Minas Gerais, Adriana destacou a possibilidade de realização de eventos coorporativos em equipamentos inusitados como os museus e os centros culturais visitados. “Todos os espaços visitados são perfeitamente adaptáveis. Então a gente pode criar boas ideias, como pequenas palestras, coquetéis, encontros de grupos ou até mesmo atividades culturais.”
Diante do roteiro já visitado, o destaque ficou por conta da sala do Memorial Minas Gerais, que é uma réplica da Casa da Ópera de Ouro Preto. “É um espaço fantástico. Apesar de comportar poucas pessoas, é muito bem elaborado. O Inhotim como um todo é muito espetacular, com locais de eventos muito bons e que permitem realizar ótimas adaptações”, concluiu.

 

Na foto: Hernani de Castro Junior (BH C&VB), Júnia Cândido (Setur-MG), AdrianeFerrari (Revista Eventos), Neuma Horta (Belotur) e Anderson Rocha (BH C&VB).

1 2