Setur publica listagem dos municípios participantes da Política de Regionalização do Turismo em Minas Gerais

A Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) publicou nessa semana a listagem oficial dos municípios participantes da Política de Regionalização do Turismo em Minas Gerais. A publicação visa atender ao art. 21 da Resolução SETES nº 45, de 05 de novembro de 2014 e pode ser consultada no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais ou pelo link  https://goo.gl/j28NHT

Esse ano, Minas Gerais aumentou de 455 para 600 municípios mineiros participantes da política. O aumento de 31,9% evidencia o trabalho de articulação da secretaria e suas instâncias de governança.

Para o secretário de Estado de Turismo, Ricardo Faria os dados revelam como o turismo se tornou realidade em diversos municípios. “Com o foco do trabalho da Setur em projetos voltados para beneficiar as cidades inseridas dentro dos circuitos turísticos, é com grande satisfação que percebemos a compreensão dos gestores municipais do turismo como importante ator na economia local.”

Abaixo a lista dos circuitos turísticos e municípios:

  1. Belo Horizonte;
  2. Agência de Desenvolvimento do Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas – ADECTUR: Brazópolis, Conceição das Pedras, Cristina, Delfim Moreira, Itajubá, Maria da Fé, Marmelópolis, Pedralva, Piranguçu, Piranguinho, Santa Rita do Sapucaí;
  3. Agência de Desenvolvimento Regional de Turismo Circuito dos Diamantes: Alvorada de Minas, Carbonita, Couto de Magalhães de Minas, Datas, Diamantina, Felício dos Santos, Gouveia, Monjolos, Presidente Kubitschek, Rio Vermelho, Santo Antônio do Itambé, São Gonçalo do Rio Preto, Senador Modestino Gonçalves, Serra Azul de Minas, Serro;
  4. Agência de Desenvolvimento Regional de Turismo Circuito Turístico Pico da Bandeira: Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Caiana, Caparaó, Caputira, Carangola, Durandé, Espera Feliz, Faria Lemos, Lajinha, Luisburgo, Manhuaçu, Manhumirim, Martins Soares, Pedra Dourada, Santana do Manhuaçu, São Francisco do Glória, Simonésia, Tombos;
  5. Agência de Desenvolvimento Turístico do Circuito Mata Atlântica de Minas: Açucena, Belo Oriente, Coronel Fabriciano, Dionísio, Ipatinga, Marliéria, Santana do Paraíso, São Domingos do Prata, Timóteo;
  6. Associação do Circuito Turístico Caminho Novo – CTCN: Juiz de Fora, Matias Barbosa, Mercês, Santana do Deserto, Santos Dumont, Simão Pereira;
  7. Associação do Circuito Turístico Caminhos do Cerrado: Abadia dos Dourados, Arapuá, Carmo do Paranaíba, Cruzeiro da Fortaleza, Guimarânia, Matutina, Patrocínio, Rio Paranaíba, São Gotardo, Serra do Salitre, Tiros;
  8. Associação do Circuito Turístico Caminhos Gerais – ACG: Bandeira do Sul, Botelhos, Ibitiúra de Minas, Ipuiúna, Santa Rita de Caldas, Senador José Bento, Andradas, Cabo Verde, Caldas, Poço Fundo, Poços de Caldas;
  9. Associação do Circuito Turístico da Canastra- ACC: Araxá, Campos Altos, Perdizes, Sacramento, São Roque de Minas, Tapira, Vargem Bonita;
  10. Associação do Circuito Turístico das Águas: Baependi, Cambuquira, Campanha, Carmo de Minas, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Cruzília, Dom Viçoso, Lambari, Liberdade, Passa Vinte, Soledade de Minas, São Lourenço, Três Corações;
  11. Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG: Baldim, Caetanópolis, Capim Branco, Cordisburgo, Funilândia, Inhaúma, Jequitibá, Lagoa Santa, Paraopeba, Pedro Leopoldo, Sete Lagoas, Vespasiano;
  12. Associação do Circuito Turístico das Malhas do Sul de Minas: Albertina, Borda da Mata, Inconfidentes, Jacutinga, Monte Sião, Ouro Fino;
  13. Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana: Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Centralina, Conquista, Conceição das Alagoas, Delta, Fronteira, Pirajuba, Planura, Tupaciguara, Uberaba , Uberlândia;
  14. Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas: Iguatama, Arcos, Boa Esperança, Campo Belo, Cristais, Formiga, Pains, Pimenta;
  15. Associação do Circuito Turístico Lago de Furnas – ACILAGO: Alterosas, Alfenas, Divisa Nova, Elói Mendes, Fama, Monsenhor Paulo, Paraguaçu, Campos Gerais;
  16. Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce: Alto Rio Doce, Desterro do Melo, Brás Pires, Carandaí, Cipotânea, Divinésia, Ressaquinha, Senhora dos Remédios;
  17. Associação do Circuito Turístico Nascentes das Gerais: Alpinópolis, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Cássia, Claraval, Delfinópolis, Guapé, Ibiraci, Itaú de Minas, Passos, Piumhi, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra;
  18. Associação do Circuito Turístico Noroeste das Gerais: Buritis, Cabeceira Grande, Dom Bosco, Guarda-Mor, João Pinheiro, Lagoa Grande, Natalândia, Paracatu, Patos de Minas, Presidente Olegário, Riachinho, Santa Fé de Minas, Unaí, Uruana de Minas, Vazante;
  19. Associação do Circuito Turístico Pedras Preciosas – CPP: Água Boa, Angelândia, Campanário, Caraí, Franciscópolis, Itaipé, Minas Novas, Poté, Serra dos Aimorés, Setubinha, Capelinha, Carlos Chagas, Francisco Badaró, Catuji, Itamarandiba, Itambacuri, Jenipapo de Minas, Ladainha, Malacacheta, Nanuque, Novo Cruzeiro, Novo Oriente de Minas, Padre Paraíso, Pavão, Teófilo Otoni;
  20. Associação do Circuito Turístico Serra do Cabral: Augusto de Lima, Buenópolis, Claro dos Poções, Engenheiro Navarro, Francisco Dumont, Joaquim Felício, Lassance;
  21. Associação dos Municípios do Circuito do Ouro – ACO: Barão de Cocais, Caeté, Catas Altas, Congonhas, Itabira, Itabirito, Mariana, Nova Era, Nova Lima, Ouro Branco, Ouro Preto, Raposos, Rio Acima, Sabará, Santa Bárbara;
  22. Associação dos Municípios do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO: Abaeté, Biquinhas, Estrela do Indaiá, Martinho Campos, Morada Nova de Minas, Paineiras, Pompéu, São Gonçalo do Abaeté, Três Marias;
  23. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Caminhos Verdes de Minas: Bicas, Coronel Pacheco, Goianá, Guarani, Mar de Espanha , Chiador , Descoberto, Rio Pomba, Piau, Rio Novo, São João Nepomuceno;
  24. Associação dos Municípios do Circuito Turístico da Serra do Brigadeiro – ABRIGA: Antônio Prado de Minas, Divino, Ervália, Eugenópolis, Fervedouro, Miradouro, Muriaé, Patrocínio do Muriaé, Pedra Bonita, Rosário da Limeira, Vieiras;
  25. Associação dos Municípios do Circuito Turístico da Serra do Cipó: Conceição do Mato Dentro, Congonhas do Norte, Jaboticatubas, Nova União, Santa Maria de Itabira, Santana do Riacho, Itambé do Mato Dentro, Morro do Pilar;
  26. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Guimarães Rosa – ACGR: Araçaí, Buritizeiro, Corinto, Curvelo, Felixlândia, Inimutaba, Morro da Garça, Pirapora, Presidente Juscelino, Santo Hipólito;
  27. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Serras de Ibitipoca – AMATUR-IBITIPOCA: Arantina, Bias Fortes, Bom Jardim de Minas, Ibertioga, Lima Duarte, Pedro Teixeira, Olaria, Rio Preto, Santa Rita de Ibitipoca, Santa Rita de Jacutinga, Santana do Garambéu;
  28. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Serras de Minas: Acaiaca, Alvinópolis, Araponga, Barra Longa, Canaã, Diogo de Vasconcelos , Dom Silvério, Guaraciaba, Guiricema, Paula Cândido, Presidente Bernardes, Rio Doce, São Miguel do Anta, Teixeiras, Ubá, Viçosa;
  29. Agência de Desenvolvimento Regional do Circuito Turístico das Serras e Cachoeiras – ADERT: Além Paraíba, Argirita, Astolfo Dutra, Cataguases, Dona Euzébia, Estrela Dalva, Guidoval, Itamarati de Minas, Laranjal, Leopoldina, Miraí, Palma, Piratetinga, Rodeiro, Santo Antônio do Aventureiro, São Sebastião da Vargem Alegre;
  30. Associação Circuito Turístico Campo das Vertentes: Carmo da Mata, Carmo do Cajuru, Carmópolis de Minas, Cláudio, Itapecerica, Oliveira, Santo Antônio do Amparo, São Francisco de Paula;
  31. Associação do Circuito Turístico Serras Verdes do Sul de Minas: Bom Repouso, Bueno Brandão, Cachoeira de Minas, Camanducaia, Cambuí, Conceição dos Ouros, Congonhal, Consolação, Córrego do Bom Jesus, Estiva, Extrema, Gonçalves, Heliodora, Itapeva, Pouso Alegre, Munhoz, Natércia , Paraisópolis, Sapucaí Mirim, São João da Mata, Senador Amaral, Tocos do Moji , Toledo;
  32. Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira: Aiuruoca, Alagoa, Itamonte, Itanhandu, Passa Quatro, Pouso Alto, São Sebastião do Rio Verde, Virgínia;
  33. Associação do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes – ATI: Alfredo Vasconcelos, Antônio Carlos, Barbacena, Barroso, Carrancas, Conceição da Barra de Minas, Coronel Xavier Chaves, Dores de Campos, Entre Rio de Minas, Ibituruna, Itutinga, Lagoa Dourada, Madre de Deus de Minas, Nazareno, Piedade do Rio Grande, Prados, Resende Costa, Ritápolis, Santa Cruz de Minas, São João del-Rei, São Tiago, São Vicente de Minas, Tiradentes;
  34. Associação dos Circuitos Turísticos Trilhas do Rio Doce – TRD: Aimorés, Alvarenga, Capitão Andrade, Coroaci, Conselheiro Pena, Engenheiro Caldas, Frei Lagonegro, Goiabeira, Itabirinha, Itanhomi, Mathias Lobato, Nacip Raydan, Santa Efigênia de Minas, São José do Jacuri, São Pedro do Suaçuí, São Sebastião do Maranhão, Sobrália, Tumiritinga, Coluna, Cuparaque, Dores de Guanhães, Gonzaga, Governador Valadares, Guanhães, Jaguaraçu, José Raydan, Marilac, Nova Belém, Paulistas , Peçanha , Resplendor, Santa Maria do Suaçuí, São Félix de Minas, São José da Safira, São João Evangelista, São José do Divino, Senhora do Porto, Virginópolis, Virgolândia;
  35. Associação do Circuito Turístico Vale Verde e Quedas D’Água: Carmo da Cachoeira, Coqueiral, Ijaci, Ingaí, Itumirim, Lavras, Luminárias, Nepomuceno, Perdões, São Bento Abade, São Thomé das Letras, Três Pontas, Varginha;
  36. Associação do Circuito Verde- Trilha dos Bandeirantes:, Conceição do Pará, Divinópolis, Esmeraldas, Igaratinga, Leandro Ferreira, Onça do Pitangui, Pará de Minas, Pequi, Pitangui, Ribeirão das Neves, São Gonçalo do Pará, São José da Varginha;
  37. Agência de Desenvolvimento Regional do Circuito Turístico Veredas do Paraopeba: Belo Vale, Bonfim, Brumadinho, Desterro de Entre Rios, Florestal, Ibirité, Igarapé, Itaguara, Jeceaba, Juatuba, Mário Campos, Moeda, Piedade dos Gerais, Rio Manso, São Brás do Suaçuí, São Joaquim de Bicas, Sarzedo;
  38. Associação do Circuito Turístico Villas e Fazendas de Minas: Capela Nova, Caranaíba, Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Conselheiro Lafaiete, Cristiano Otoni, Itaverava, Lamim, Piranga, Queluzito, Rio Espera, Santana dos Montes, Senhora de Oliveira;
  39. Associação do Circuito Turístico Velho Chico: Bonito de Minas, Jaíba, Januária, Japovar, Lontra, Pedras de Maria da Cruz, São Francisco, Cônego Marinho, Juvenília, Manga, Mirabela, Montalvânia, Itacarambi;
  40. Associação do Circuito Turístico Lago de Irapé: Berilo, Botumirim, Chapada do Norte, Coração de Jesus, Cristália, Curral de Dentro, Grão Mogol, Ibiaí, Lagoa dos Patos, Leme do Prado, Montezuma, Novorizonte, Santo Antônio do Retiro, São João da lagoa, Turmalina, Veredinha , Vargem Grande do Rio Pardo;
  41. Associação do Circuito Turístico Rota do Muriqui: Caratinga, Córrego Novo, Imbé de Minas, Inhapim, Ipanema, Piedade de Caratinga, Santa Rita de Minas, São José do Mantimento, Taparuba , Tarumirim, Ubaporanga;
  42. Associação dos Municípios do Circuito Turístico da Cachaça: Berizal, Fruta de Leite, Indaiabira, Rubelita, Salinas, Taiobeiras;
  43. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé: Abre Campo, Jequeri, Matipó, Pedra do Anta, Ponte Nova, Raul Soares, Rio Casca, Santo Antônio do Grama, São José do Goiabal, São Pedro dos Ferros, Sem Peixe, Sericita, Urucânia, Vermelho Novo;
  44. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Urucuia Grande Sertão: Arinos, Bonfinópolis de Minas, Chapada Gaúcha, Formoso, Urucuia;
  45. Associação do Circuito Turístico Sertão Gerais: Capitão Enéas, Patis, Brasília de Minas, Bocaiúva, Francisco Sá, Glaucilândia, Itacambira, Juramento, Montes Claros, Olhos-D`Água, São João do Pacuí, Varzelândia;
  46. Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá: Doresópolis, Luz, Bom Despacho, Cedro do Abaeté, Dores do Indaiá, Quartel Geral, Santa Rosa da Serra, Serra da Saudade;
  47. Associação do Circuito Turístico Vale do Jequitinhonha: Araçuaí, Águas Formosas, Almenara, Bandeira, Bertópolis , Comercinho, Coronel Murta, Divisa Alegre, Divisópolis, Itinga, Jacinto, Jequitinhonha, Jordânia, Mata Verde, Medina, Pedra Azul, Ponto dos Volantes, Rubim, Virgem da Lapa;
  48. Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas Cafeeiras de Minas: Areado, Guaxupé, Arceburgo, Bom Jesus da Penha, Guaranésia, Itamogi, Juruaia, Monte Santo de Minas, Muzambinho, Nova Resende, São Sebastião do Paraíso, São Pedro da União;

Circuito das Grutas inaugura nova Sede em Sete Lagoas

O Circuito das Grutas inaugurou neste sábado (6), sua nova sede em Sete Lagoas. A nova estrutura funciona em uma sala no edifício do Lago Palace Hotel, na Orla da Lagoa Paulino.
“É mais um passo importante na consolidação do Circuito, depois de já termos funcionado em Matozinhos, no CAT de Sete Lagoas e também na Gruta Rei do Mato. É o resultado de muitos anos de trabalho, de muitas pessoas. Agora, com a parceria com o Lago Palace Hotel, queremos dar um salto ainda maior. Será um ponto de apoio para toda a cadeia produtiva do turismo em Sete Lagoas”, informa a presidente do Circuito Adriana Ferreira.
Para o presidente da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur), Marco André Malaquias, presente na inauguração, “como instância de governança regional, é extremamente importante que o Circuito tenha estrutura para dar retorno aos associados que vêm em busca de atendimento, informação e consultoria. É impossível pensar nessas ações sem uma estrutura capaz de trazer resultados. O Circuito é um caminho que une as pontas: políticas públicas do turismo, os municípios e toda a cadeia produtiva”, comenta.

CIRCUITO VILLAS E FAZENDAS REALIZA OFICINA DO MAPA DO TURISMO BRASILEIRO

O Circuito Turístico Villas e Fazendas de Minas realizou na quarta dia 19/04/2017, na Sala de Treinamento da Adecol – Agência para o Desenvolvimento de C. Lafaiete, das 13h00 às 17h00, uma OFICINA DE ATUALIZAÇÃO DO MAPA DO TURISMO BRASILEIRO. A oficina contou com a presença da diretoria, de Gestores Municipais de Turismo dos municípios associados e foi apresentando pela Gestora Sidnéia Martins, que enfatizou a importância de um Município do Circuito estar incluído no Mapa do Turismo Brasileiro, sendo um instrumento de orientação para a atuação do Ministério do Turismo e da Secretaria de Estado de Turismo no desenvolvimento de políticas públicas, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo, de forma regionalizada e descentralizada. Como este é um ano de atualização do Mapa, foram destacados os critérios obrigatórios dos municípios das regiões turísticas do Estado, bem como o Programa de Regionalização do Turismo, a Estruturação e Categorização dos Municípios no Mapa e as diretrizes e eixos de atuação para inclusão. Segundo o MTUR e SETUR MG, “todo município brasileiro pode participar do Mapa do Turismo Brasileiro, desde que atenda aos critérios estabelecidos:

* Possua órgão responsável pela pasta de turismo (Secretaria, Fundação, Coordenadoria, Departamento, Diretoria, Setor, Gerência);

* Destine dotação para o turismo na Lei Orçamentária Anual;

* Assine um Termo de Compromisso com o Ministério do Turismo.

E ainda, os benefícios da Política:

* Prioriza os municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento;

* Melhora a capacidade de gestão e de desenvolvimento de políticas públicas;

* Aumenta a capacidade do MTur, UFs e municípios em investir, desenvolver e consolidar novos produtos e destinos turísticos;

* Respeita o princípio da eficiência da Administração Pública.

No último ano de atualização, o Circuito Villas e Fazendas de Minas já esteve inserido no Mapa do Turismo Brasileiro e participa ativamente do Programa de Regionalização do Turismo no Estado.

 

Texto: Circuito Villas e Fazendas de Minas / Camila Borges

Presidente do Circuito Lago de Três Marias visita Secretário de Turismo

O presidente do circuito turístico do Lago de Três Marias, José Arnaldo Alves da Paz, juntamente com o prefeito de Abaeté, Armando Greco, estiveram no gabinete do Secretário de Turismo de Minas Gerais Ricardo Faria  nesta quarta-feira (15). Na oportunidade viabilizaram um encontro para reunir todos os municípios associados, que deverá acontecer no próximo mês.
O apresentador do programa Viação Cipó, Otávio di Toledo, também nos prestigiou com sua visita.

Setur recebe nova diretoria da Fecitur

Na última quarta-feira (01 de fevereiro), a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) recebeu a nova diretoria da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur).

Eleita em dezembro de 2016, a diretoria composta pelo presidente, Marco Andre Malaquias, vice-presidente diretor técnico, Eduardo Henrique Oliveira, vice-presidente diretor de comunicação, Mário Batista da Silva Filho, vice-presidente diretor financeiro, Ramon de Carvalho Reis e pela vice-presidente diretora secretária Érica Natália de Sousa apresentou a nova estrutura da federação ao secretário de Estado de Turismo, Ricardo Faria e ao adjunto da pasta, Gustavo Arrais.

Durante a visita, as novas diretrizes e ações inseridas pela equipe da Setur também foram expostas ao grupo. Dentre elas, o novo decreto de competências, novo portal e as propostas do ICMS turístico.

“Na expectativa de uma parceria ainda mais forte, apresentamos nossas prioridades para a diretoria da Fecitur. Por meio do diálogo com eles, que representam nossos circuitos turísticos, tornamos nossas ações mais eficientes e conquistamos êxito em nossos projetos. Dessa forma, reforço que a Secretaria de Turismo está à disposição para contribuir com o trabalho desempenhado pela federação”, avalia Ricardo Faria.

“Trabalhar em um Estado tão grande é bem complexo e essa nova diretoria fará o possível para avançarmos. Os circuitos são o programa de regionalização do Estado, dessa forma, tenho certeza que o caminho mais curto para o sucesso é nos profissionalizarmos. A Setur pode contar conosco que andaremos juntos”, explica o presidente da Fecitur, Marco André.

Turismo Mineiro de Luto – Falece Daly Batista Coelho

Hoje o turismo mineiro está de luto. Daly Batista Coelho, nossa ex-presidente, amiga e uma das maiores entusiastas e defensoras do nosso setor e, especialmente da luta dos Circuitos Turísticos Mineiros. Daly fará falta, muita falta, mas sempre será uma referência de luta, de coragem, disposição, companheirismo e de amor pelo que fazia e por seus – nossos – amigos. A FECITUR, que sempre foi e será sua casa, manifesta aqui, em nome de toda a diretoria e todos os circuitos turísticos de Minas Gerais, o nosso pesar, apresentando as condolências à família. Daly sempre será uma inspiração para o turismo de Minas Gerais e do Brasil. Sentiremos Saudades!
Diretores da Federação Dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais e todos os circuitos mineiros.

Prorrogação do prazo para envio do ICMS critério Turismo

o prazo para o envio on line da documentação referente ao ICMS critério Turismo foi prorrogado para o dia 31/03/17, nos termos da Resolução SETUR n.º 01/2017.
No início da próxima semana estaremos expedindo o Ofício do Secretário (VISUALIZE AQUI) para todos os Prefeitos.
O prazo final para recebimento da indicação do Gestor Municipal pelo Prefeito será o dia 17/02/17.
Informamos também que os municípios abaixo ainda não nos enviaram o nome do atual Prefeito e o endereço da Prefeitura. Somente após o recebimento das informações atualizadas é que poderemos expedir individualmente o Ofício anexo.
Circuito
Município
Capital
Belo Horizonte
Agência de Desenvolvimento Regional de Turístico Mata Atlântica de Minas
Timóteo
Associação do Circuito Turístico Caminho Novo – CTCN
Matias Barbosa
Associação do Circuito Turístico Caminho Novo – CTCN
Mercês
Associação do Circuito Turístico Caminho Novo – CTCN
Santana do Deserto
Associação do Circuito Turístico Caminho Novo – CTCN
Santos Dumont
Associação do Circuito Turístico Caminho Novo – CTCN
Simão Pereira
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Cerrado
Abadia dos Dourados
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Cerrado
Cruzeiro da Fortaleza
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Cerrado
Guimarânia
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Cerrado
Patrocínio
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Cerrado
Serra do Salitre
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Catuti
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Gameleiras
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Janaúba
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Nova Porteirinha
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Pai Pedro
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Porteirinha
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Rio Pardo de Minas
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Serranópolis de Minas
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Varzelândia
Associação do Circuito Turístico da Serra Geral do Norte de Minas
Verdelândia
Associação do Circuito Turístico das Águas
Cambuquira
Associação do Circuito Turístico das Águas
Lambari
Associação do Circuito Turístico das Águas
Três Corações
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Baldim
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Caetanópolis
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Cordisburgo
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Jequitbá
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Lagoa Santa
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Paraopeba
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Sete Lagoas
Associação do Circuito Turístico das Grutas – ACTG
Vespasiano
Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana
Araguari
Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana
Conceição das Alagoas
Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana
Fronteira
Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana
Planura
Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana
Uberaba
Associação do Circuito Turístico Alta Mogiana
Uberlândia
Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas
Arcos
Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas
Boa Esperança
Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas
Campo Belo
Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas
Iguatama
Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas
Pains
Associação do Circuito Turístico Grutas e Mar de Minas
Pimenta
Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce
Alto Rio Doce
Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce
Carandaí
Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce
Cipotânea
Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce
Desterro do Melo
Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce
Presidente Bernardes
Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce
Ressaquinha
Associação do Circuito Turístico Nascente do Rio Doce
Senhora dos Remédios
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Alpinópolis
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Capitólio
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Carmo do Rio Claro
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Cássia
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Claraval
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Delfinópolis
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Guapé
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Ibiraci
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Itaú de Minas
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Passos
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
Pratápolis
Associação do Circuito Turístico Nascente das Gerais
São João Batista do Glória
Associação do Circuito Turístico Pedras Preciosas – CPP
Campanário
Associação do Circuito Turístico Pedras Preciosas – CPP
Francisco Badaró
Associação do Circuito Turístico Pedras Preciosas – CPP
Pavão
Associação do Circuito Turístico do Circuito do Ouro – ACO
Catas Altas da Noruega
Associação do Circuito Turístico do Circuito do Ouro – ACO
Piranga
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Abaeté
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Biquinhas
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Estrela do Indaiá
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Felixlândia
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Martinho Campos
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Morada Nova de Minas
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Paineiras
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Pompéu
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
São Gonçalo do Abaeté
Associação do Circuito Turístico do Circuito Lago de Três Marias – TURLAGO
Três Marias
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Acaiaca
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Araponga
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Barra Longa
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Canaã
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Dom Silvério
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Guaraciaba
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Guiricema
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Paula Cândido
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Rio Doce
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
São Miguel do Anta
Associação do Circuito Turístico Serras de Minas
Ubá
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
Aiuruoca
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
Alagoa
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
Itamonte
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
Itanhandu
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
Passa Quatro
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
Pouso Alto
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
São Sebastião do Rio Verde
Associação do Circuito Turístico Terras Altas da Mantiqueira
Virgínia
Associação do Circuito Verde – Trilha dos Bandeirantes
Conceição do Pará
Associação do Circuito Verde – Trilha dos Bandeirantes
Esmeraldas
Associação do Circuito Verde – Trilha dos Bandeirantes
Igaratinga
Associação do Circuito Verde – Trilha dos Bandeirantes
Leandro Ferreira
Associação do Circuito Verde – Trilha dos Bandeirantes
Onça de Pitangui
Associação do Circuito Verde – Trilha dos Bandeirantes
Pitangui
Associação do Circuito Verde – Trilha dos Bandeirantes
São Gonçalo do Pará
Associação do Circuito Turístico Velho Chico
Cônego Marinho
Associação do Circuito Turístico Velho Chico
Itacarambi
Associação do Circuito Turístico Velho Chico
Juvenília
Associação do Circuito Turístico Velho Chico
Manga
Associação do Circuito Turístico Velho Chico
Montalvânia
Associação do Circuito Turístico Velho Chico
Pedras de Maria da Cruz
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Jequeri
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Piedade de Ponte Nova
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Ponte Nova
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Raul Soares
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Santo Antônio do Grama
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
São José do Goiabal
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Sem Peixe
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Sericita
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas e Fé
Urucânia
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Cedro do Abaeté
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Dores do Indaiá
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Doresópolis
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Luz
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Quartel Geral
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Santa Rosa da Serra
Associação do Circuito Turístico Caminhos do Indaiá
Serra da Saudade
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas Cafeeiras de Minas
Guaxupé
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas Cafeeiras de Minas
Muzambinho
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas Cafeeiras de Minas
Nova Resende
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas Cafeeiras de Minas
São Pedro da União
Associação dos Municípios do Circuito Turístico Montanhas Cafeeiras de Minas
São Sebastião do Paraíso

SETUR – MG realiza pesquisa de demanda turística em Minas Gerais

Entre os dias 16 e 26 de janeiro, a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (SETUR-MG) realizará a Pesquisa de Demanda Turística. A pesquisa tem como objetivo principal traçar o perfil dos turistas e excursionistas que visitam Minas Gerais durante a alta e baixa temporada. Além disso, busca retratar as principais motivações dos visitantes para a realização da viagem, nível socioeconômico, satisfação em relação aos produtos e serviços consumidos durante sua estadia e gastos financeiros. De forma inédita, esse ano a pesquisa também pretende identificar o perfil de consumo do viajante em relação às novas tecnologias de informação para o planejamento da viagem como o caso de blogs de viagem, utilização de aplicativos, redes sociais, sites de reservas, economia compartilhada, dentre outros.

Considerada como a principal ferramenta de levantamento de dados da SETUR, a pesquisa é realizada desde 2008 e a edição de 2017 acontecerá em duas etapas. No mês de janeiro, está prevista a aplicação de 2.763 questionários e no mês de julho, 4.599. Os pesquisadores percorrerão, ao todo, 40 municípios do Estado.

De acordo com o diretor de Pesquisa, Informação e Estatística, Rafael Oliveira, os resultados da pesquisa são utilizados de forma constante para o planejamento e avaliação das políticas de turismo da SETUR. “A pesquisa possibilitará acompanharmos a evolução dos indicadores de desempenho do turismo no Estado e auxiliará diretamente na construção de estratégias para fomentar a estruturação e divulgação dos produtos turísticos de Minas Gerais para públicos estratégicos”.

As outras edições da pesquisa de demanda estão disponíveis para consulta site do Observatório do Turismo de Minas Gerais: http://www.observatorioturismo.mg.gov.br/demanda-turistica

ONU declara 2017 o Ano Internacional do Turismo Sustentável

Com mais de um bilhão de turistas viajando pelo mundo, o turismo é uma força econômica poderosa e transformadora que está fazendo a diferença na vida de milhões de pessoas

O potencial do turismo para o desenvolvimento sustentável é reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um dos principais setores de geração de emprego do mundo. A atividade oferece oportunidade de subsistência, ajuda a reduzir a pobreza e direciona as atividades produtivas para o desenvolvimento e inclusão social. A meta da Organização Mundial do Turismo (OMT) ao designar 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável é ampliar a compreensão e conscientização da importância do turismo no compartilhamento do patrimônio natural, cultural e distribuição da riqueza proporcionada pelas viagens.

O turismo sustentável também valoriza as diferenças culturas e contribui para o fortalecimento da paz no mundo. A sustentabilidade tem como base três pilares: econômico, social e ambiental. O turismo, se bem concebido e gerido, proporciona emprego e renda em harmonia com a natureza, a cultura e a economia dos destinos. O consumo responsável dos serviços turísticos também minimiza impactos negativos ambientais e socioculturais e, ao mesmo tempo, promove benefícios econômicos para as comunidades locais e no entorno dos destinos.

Na adoção dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela ONU, o turismo foi inserido em três deles: 8º) Promover crescimento econômico sustentável e inclusivo, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos; 12º) Consumo e produção sustentável; e 14º) Conservação e uso sustentável dos oceanos, mares e fontes marinhas para o desenvolvimento sustentável.

Com esses três objetivos, o ano de 2017 será oportuno para a sensibilização de viajantes e destinos sobre a contribuição do turismo sustentável para o desenvolvimento econômico e social. A mobilização conjunta torna a atividade um catalisador de mudanças positivas com ações políticas, práticas de negócios e comportamento de consumo que contribuem para o desenvolvimento racional do destino.

Em 2015, o Ministério do Turismo apresentou o Mapa da Sustentabilidade com um guia para consultas que promove e incentiva turistas a visitarem destinos que avançam na implementação de boas práticas para a sustentabilidade do turismo. “O Ministério do Turismo está sensível a esse tema, tanto que tem apoiado importantes iniciativas no sentido de reconhecer as experiências bem-sucedidas no segmento para incentivar que o setor aposte cada vez mais no Turismo Sustentável”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Além disso, com o apoio do Ministério do Turismo, o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade, realizado em novembro do ano passado, contou com 50 concorrentes com propostas inovadoras e soluções de práticas sustentáveis para o mercado do turismo. Entre as várias categorias premiadas, o Cambará Eco Hotel, de Aparados da Serra, em Cambará do Sul (RS) foi o destaque pelas práticas sustentáveis aplicadas em todas as etapas dos serviços de hospedagem, envolvendo hospedes, servidores e a comunidade.

foto: Cambará Eco Hotel, vencedor do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. Crédito: Divulgação

Por Geraldo Gurgel

Fonte: turismo.gov.br

Setur recebe dois prêmios de inovação

Contribuindo com a inovação e com a eficiência do serviço no governo estadual, nesta terça-feira (13), a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) recebeu, das mãos do governador, Fernando Pimentel, honraria do concurso 1º Prêmio Inova Minas Gerais.

Na categoria “Ideias Inovadoras Implementáveis” e modalidade “Inovação em Processos Organizacionais”, a equipe da Setur ficou classificada em terceiro lugar com o projeto “Utilização de dados extraídos do site TripAdvisor para elaboração de indicadores do turismo em Minas Gerais”. E não parou por aí. Na categoria “Iniciativas Implementadas de Sucesso” e modalidade “Inovação em Políticas Públicas”, o projeto “E-book “Contos de Minas”” foi agraciado com a menção honrosa.

Em seu discurso, o governador Fernando Pimentel, destacou a importância do prêmio e enfatizou a necessidade do Estado em reconhecer um projeto já conhecido internacionalmente como o apresentado pela Setur.

O prêmio, coordenado pela Superintendência Central de Política de Recursos Humanos (SCPRH), da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugesp), tem como objetivo estimular o surgimento de ideias inovadoras e valorizar iniciativas de sucesso no Estado. A iniciativa visa ainda estimular ações que impactem de forma positiva na prestação dos serviços públicos, além de disseminar soluções inéditas que sirvam de inspiração ou referência para outras medidas.

Para o diretor de Pesquisa, Informação e Estatísticas da Setur, Rafael Oliveira, essa conquista é de grande importância para a valorização da equipe e, claro, pelo reconhecimento de toda a dedicação depositada no desempenho do trabalho. “O concurso incentiva os servidores a participarem com suas ideias e permite também que as secretarias alcancem maior visibilidade, como aconteceu conosco”, ressalta.

Foto: Núcleo Multimídia / Superintendência Central de Imprensa

O projeto “Utilização de dados extraídos do site TripAdvisor para elaboração de indicadores do turismo em Minas Gerais” consiste em avaliar a possibilidade de construir indicadores para monitorar o desempenho do turismo em espaços turísticos de Minas Gerais a partir de dados extraídos da maior plataforma web de avaliação de destinos turísticos mundial denominada TripAdvisor.

De acordo com a Diretoria de Pesquisa, Informação e Estatística para alcançar o objetivo, foi utilizada uma ferramenta de extração de dados gratuita para coletar dados do site TripAdvisor, buscando as principais informações dos atrativos turísticos de Minas Gerais e transformando-as em um banco de dados estruturado. “Espera-se que essa iniciativa possa contribuir na criação de indicadores de desempenho do turismo no Estado a partir da opinião dos cidadãos e turistas de Minas Gerais. Esse monitoramento poderá facilitar a realização de políticas de visem melhorias para o aumento do nível de satisfação dos visitantes, além de aumentar as avaliações positivas dos atrativos do estado na plataforma TripAdvisor, e consequentemente, gerando maior número de pessoas interessadas em visitar Minas Gerais a partir dos comentários positivos, movimentando a economia do turismo”, avalia o diretor de Pesquisa, Informação e Estatísticas da Setur, Rafael Oliveira.

Dessa forma, a Setur almeja, por meio da ferramenta, ampliar a nota do índice de monitoramento de destinos turísticos mineiros do Ministério do Turismo, auxiliar na elaboração de indicadores que possam ser utilizados no desenvolvimento de políticas de turismo em Minas Gerais a partir da extração de dados em redes sociais e contribuir para melhoria da tomada de decisão dos gestores públicos e dos atrativos pesquisados a partir da utilização de uma ferramenta de extração de dados.

E-book “Contos de Minas”

Foto: Núcleo Multimídia / Superintendência Central de Imprensa

A criação de um E-book (livro em formato digital) aconteceu por meio da campanha “Contos de Minas” que teve como objetivo divulgar os atrativos turísticos de Minas Gerais de forma dinâmica e sem custos, a partir da interação com as redes sociais.

Para tanto, foi realizada uma campanha para os seguidores do perfil de divulgação de destinos turísticos do Estado (@visiteminasgerais) na rede social “Instagram” gerenciada pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG), na qual os usuários publicavam uma foto de algum destino turístico mineiro e contavam na mesma publicação, em poucas palavras, a história por trás daquela imagem, mostrando aos demais usuários o que motivou a registrar aquele momento.

Na ocasião, a campanha conseguiu a participação de 340 fotografias e histórias de todas das regiões do Estado, sendo que as 12 imagens vencedoras foram cedidas à Setur MG para uso não só no E-Book, mas também em materiais promocionais de divulgação do estado de forma gratuita, ampliando nosso banco de imagens. Além disso, o número de seguidores no perfil oficial da secretaria no Instagram aumentou em 13% nos dois meses de divulgação da campanha, saltando de 18 mil para 21 mil.

A Diretoria de Pesquisa, Informação e Estatística avalia a divulgação dos destinos mineiros em redes sociais como estratégia de grande êxito. “Apenas com o trabalho da equipe e sem recursos financeiros na divulgação da rede social, já conseguimos a marcação de 90 mil fotos de usuários compondo um banco de imagens que auxilia na divulgação do Estado dentro da rede social, além de gerar informações ao turista por meio de interações com os usuários e entre os próprios usuários”, afirma o diretor de Pesquisa, Informação e Estatísticas da Setur, Rafael Oliveira.

O E-book pode ser visualizado online (https://issuu.com/seturmg/docs/ebook_alta_pdf) ou por download gratuito, servindo como um material de qualidade para a divulgação dos destinos turísticos do Estado.

1 2