Parceria transformará Minas em destino turístico tecnológico

postado em: Notícias | 0

O Encontro de Presidentes e Gestores de Circuitos Turísticos Mineiros, realizado pela Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (Fecitur-MG) em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG), apresentou o balanço no ano de 2017 e o plano de ações para 2018 da entidade. Também discutiu temas técnicos como a divulgação de atrativos no Portal Minas Gerais, linhas de financiamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e o Plano Estadual de Desenvolvimento da Gastronomia, entre outros. O evento aconteceu nos dias 28 de fevereiro e 1º de março. Estavam presentes cerca de 100 pessoas, representando 42 circuitos.

Na oportunidade, foi apresentada a parceria com a startup belo-horizontina Hi Position. A proposta é transformar Minas Gerais em um destino turístico tecnológico. O projeto consiste na instalação de beacons (equipamentos de transmissão via bluetooth) em atrativos turísticos nos circuitos, que farão a comunicação direta com os turistas que estiverem visitando o Estado.

A primeira fase do projeto prevê a distribuição gratuita de 100 equipamentos, que serão instalados em atrativos que recebam grande fluxo de visitantes, de acordo com a capacidade dos circuitos. Cada atrativo terá sua mensagem programada. A Fecitur-MG, em conjunto com a empresa Hi Position, fará a qualificação dos circuitos que, por sua vez, qualificarão os atrativos e serão responsáveis, ainda, pelo acompanhamento e o monitoramento do funcionamento e a sensibilização para os usuários. A única exigência é que os selecionados não exponham o equipamento às intempéries climáticas.

A tecnologia funciona de maneira simples: o empreendimento – que neste caso são os atrativos – abastecem o equipamento com informações como história do lugar, programação, promoções, por exemplo, e a cada vez que o usuário do aplicativo da Hi Position se aproximar, vai receber alertas sobre o empreendimento.

O objetivo, segundo o CEO da Hi Position, Armando Júnior, é oferecer uma “degustação” aos circuitos, mostrando a tecnologia como uma ferramenta de planejamento estratégico para empresários e poder público, já que ela captura informações e movimentação dos turistas. “Com o aplicativo vamos “seguir” o visitante e, a partir disso, traçar melhores estratégias, criando produtos e serviços. A partir dessa parceria vamos disponibilizar dentro da plataforma da Hi Position uma página exclusiva para cada circuito. Empreendedores que quiserem comprar o equipamento poderão fazer através dessas páginas. Dessa forma conseguirão descontos e o circuito também será remunerado”, explica Armando Júnior.

Cada aparelho custa R$ 729. A compra mediada pelos circuitos pode levar a um desconto de até 50% no valor. De acordo com o presidente da Fecitur-MG, Marco André Oliveira Martins Malaquias, a iniciativa, que ao final terá distribuído dois mil beacons gratuitamente, ajudará a mitigar um problema recorrente, especialmente nas cidades menores: a falta de sinalização turística.

“Com os beacons o turista terá uma verdadeira imersão de conteúdo, recebendo os alertas no celular. Ele não vai mais deixar de visitar um atrativo, comprar uma lembrança, um produto, por falta de informação. Isso é primordial para a sobrevivência da cadeia produtiva do turismo”, afirma Malaquias.

Apesar das dificuldades econômicas, 2017 foi um ano profícuo, com várias conquistas como o aumento no número de associados da federação, o número de municípios circuitados e, especialmente a aprovação da Lei Geral do Turismo, em dezembro do ano passado.

Para ele, a principal qualidade da nova legislação é dar aos circuitos um amparo legal enquanto instâncias de governança que devem fazer a ponte entre os municípios e o Estado. Atualmente, em Minas Gerais, são 48 circuitos que reúnem 602 cidades. “Se a lei tivesse ficado para 2018 seria praticamente impossível, já que é ano eleitoral. Ela trouxe segurança ao setor. O crescimento no número de afiliados da Fecitur e de municípios circuitados mostra o sucesso da política de regionalização e respalda o trabalho da Federação”, avalia Malaquias.

Fonte: http://diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=parceria_transformar%EF%BF%BD_minas_em_destino_tur%EF%BF%BDstico_tecnol%EF%BF%BDgico&id=191163 – Por – Daniela Maciel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *