A FECITUR

cropped-ico.png

A Federação Dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais – FECITUR é uma entidade de direito privado sem fins lucrativos, que tem como objetivo promover ações que consolidem o Programa de Regionalização do Turismo em Minas Gerais, representando os interesses das Associações de Municípios de Circuitos Turísticos do Estado e estimulando a integração entre elas.
Foi fundada em 06 de dezembro de 2006, por um grupo de Circuitos que buscavam formas de fortalecerem todos os Circuitos do estado, enquanto instâncias de governança regionais. Atualmente conta com 39 Circuitos Turísticos associados e mantenedores, envolvendo 376 municípios mineiros.
Em 2009 estabeleceu parceria junto à Secretaria de Estado de Turismo, assinando um convênio que, desde então, permite que a Federação realize gestão técnica e administrativa de projetos que favoreçam os Circuitos de Minas.
Também neste ano iniciou a articulação para aprovação da Inserção do critério do turismo na Lei nº. 18030, de 12 de janeiro de 2009 que dispõe sobre a distribuição aos municípios mineiros de parcela da arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
A FECITUR é a entidade legítima que representa os interesses das Associações de Circuitos Turísticos, sendo a única Federação Estadual que se porta como instância de governança do turismo no Brasil. Tem como princípio a promoção do elo entre os Circuitos e o setor público, privado e demais parceiros, bem como o fortalecimento da gestão turística em âmbito municipal e regional.

●Principais Realizações:
2009 a 2010:
– Capacitação de profissionais do setor Programa GESTUR;
– Publicação de catálogo (revista) com produtos e parceiros das Associações de Circuitos turísticos;
– Participação em eventos de turismo regionais e nacionais para o fortalecimento da governança turística em Minas Gerais.

2013:
– Articulação para aumento da alíquota do ICMS Turístico, protocolado em Agosto de 2013. Nesse processo foram anexados 160 ofícios de prefeitos que participam do Programa de Regionalização do Turismo.
– Assinatura de 02 convênios estaduais:
1.R$ 100.000,00 (Cem mil reais) para equipar sede da entidade e para confecção do Catálogo Institucional da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais.
2.R$ 240.000,00 (Duzentos e quarenta mil reais) para reformulação do Portal da FECITUR com TV, Rádio e Vídeo Institucional.

2014:
– Articulação para realização da Audiência Pública com o tema: “Circuitos Turísticos cobram mais apoio em audiência na ALMG”. Nesta Audiência, foi aprovado o requerimento para a realização de um debate público para discutir a Política Pública de Turismo de Minas Gerais.
– Lançamento da Frente Parlamentar Pró Turismo , em 04 de junho de 2014, com presença de mais de 150 pessoas, entre prefeitos, presidentes e gestores Circuitos Turísticos, vereadores, entidades de turismo de MG e Deputados. A Frente Parlamentar teve o apoio de mais de 30 deputados estaduais para sua criação.
– Coordenação dos trabalhos de organização do Debate Público realizado no dia 10 de agosto de 2014.

2015 a 2016:
– No ano de 2015, a Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais (FECITUR) foi eleita à vice-presidência do Conselho Estadual de Turismo (CET).

– Reuniões e definições sobre os salões regionais do turismo;
– Coordenação e capacitação das câmaras temáticas do Conselho Estadual de Turismo;
– Definição e coordenação dos eixos estratégicos de cada câmara do CET;
– Elaboração, coordenação e realização do “1º Encontro entre Circuitos Turísticos do Estado de Minas Gerais”;
– Mediação de mesa redonda e coordenação de reunião entre circuitos durante o “Festival de Turismo de Ouro Preto”;
– Elaboração, execução e realização das oficinas de trabalho com as Câmaras Temáticas do Conselho Estadual com apoio do SEBRAE-MG;
– Organização e participação no Encontro de Presidentes e Gestores;
– Articulação e aprovação das demandas do turismo durante o I Fórum Regional – MATA;
– Participação na reunião preparatória do COMPLETE – MATA, em Juiz de Fora, como membro do Colegiado Executivo, representando o setor do turismo através da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais;
– Coordenação do Grupo de Trabalho para elaboração da Minuta da Lei Estadual do Turismo.
Obs.: De acordo com estas ações, podemos também elencar alguns resultados da articulação proposta pela Federação, através do Conselho Estadual do Turismo:
– Agrupamento dos circuitos turísticos: proposta que objetiva atender às demandas de cada um deles, permeando suas maiores defasagens, categorizando-os de acordo com seus pontos fortes e fracos, a fim de otimizar o trabalho por eles executados.
– Formação do grupo de trabalho técnico, articulado com a Assembleia Legislativa, em prol da formatação e viabilização da Lei Estadual de Turismo.
– Formulação das “cartas de Ouro Preto”, que foram elaboradas a favor do aumento da alíquota do ICMS Turístico, bem como do maior apoio do Governo Estadual com relação à Política de Regionalização do Turismo e aos Circuitos Turísticos de Minas Gerais.
– Definição de eixos estratégicos para cada Câmara Temática do Conselho Estadual de Turismo, através de workshop, que propiciou um direcionamento das ações do Conselho e a realização de uma oficina, em parceria com o SEBRAE-MG; e que, por sua vez, resultou na formulação de um planejamento por meio da metodologia do CANVAS, também para cada uma das Câmaras. A partir deste CANVAS, em parceria com o SENAC, elaborou-se um plano de ação, com apontamentos para atuação tanto do CET, como para o próprio turismo mineiro.